terça-feira, 19 de abril de 2011

em jeito de crítica....

Na 6ª feira passada, com o objectivo de comemorar o phD da CFM, marcámos mesa para a Cervejaria da Esquina. Abriu no dia 12/4....

Confesso que gosto da Tasca da esquina e desde a primeira vez que fui lá que gosto não só dos pratos como do serviço. Por isso estava espectante quanto à cervejaria.

Experiência totalmente a não repetir. Simpatia dos empregados só mesmo para a menina açoriana, qualidade do sitio em termos de conforto, péssima. Tudo muito antipático.... Curiosamente não tinham cadeiras, estavam todas contadas, o chefe de mesa perguntou se podíamos emprestar a cadeira e tivémos à espera da devolução para aí uns 15 minutos estando a pessoa que faltava em pé.....

Serviço muito muito confuso e lento. 3 de nós escolhemos pormo-nos "nas mãos do chefe". Esqueceram-se dos pedidos e da sua ordem, esqueceram-se da salada de uvas e lagosta e depois sem qualquer tipo de pergunta informaram só que iam substituir por um prego.
A nível alimentar, tudo excessivamente salgado. Desde o fussili com  gambas, os percebes estavam pilha e pouco frios.... um caos.
Uma experiencia gastronómica a não repetir mesmo! 

terça-feira, 12 de abril de 2011

estou triste

é horrível despedirmo-nos de um amigo que vai 5 meses para fora.
5 meses longe... em Maputo.

Temos daquelas amizades para a vida. É das poucas situações em que posso dizer de um(a) amigo(a) que foi amor à primeira vista, daquelas paixões que tenho pelas pessoas que, no meu caso, é muito raro acontecer. Tenho grandes grandes amizades, mas são todas muito construídas, muito trabalhadas. Neste caso, com o K foi uma daquelas situações em que adoro a pessoa logo nas primeiras horas e, fica para a vida. Tenho apenas 2 ou 3 amigos(as) em que foi assim.

Com o K foi assim. Desde que nos conhecemos que nos adoramos. Muitas, muitas histórias já vivemos, muitas "coisas" que já vivemos e passámos juntos. Muitas gargalhadas e muitas lágrimas já apanhámos um ao outro.
A minha primeira "sobrinha" foi a filha dele.
Podemos estar semanas sem nos falarmos, mas quando falamos é como se tivéssemos estado há horas juntos. É só fazer o briefing das "actualiadades" e está feito. O K, é daqueles amigos (a E, a mulher também passou rapidamente a ter esse estatuto - também amor à primeira vista) em que se tivermos um drama e precisarmos de um amigo para fazer de "tinoni tinoni"  a qualquer hora do dia ou da noite, é um dos que telefono. E sei que vem mesmo a fazer de tinoni tinoni esteja onde tiver.

Vai 5 meses para Maputo.... Saber que está longe e à distância (longa) do skype custa...
Hoje, quando veio dar-me um beijinho de despedida ao hospital custou. Custou muito....
Estou triste.

andei com esta o dia inteiro